ENSEMBLES

– • • •|• • • ,

Uma das suas maiores paixões é a música construída através de pequenos ensembles, a música de câmara. Adquire uma agenda concertistica bastante regular, principalmente com dois dos projectos que se seguem...

MADE IN TRIO

Ensemble de música de câmara criado em 2013 entre as escolas Hochschule für Musik Basel, Haute École de Musique de Genève e a Hochschule für Musik Luzern (Suíça), com os Professores François Benda, Michel Bellavance, Sarah Rumer, Claudio Martinez Mehner e Anton Kernjak.

 

O repertório do trio é baseado maioritariamente por obras do século XX e XXI, por compositores como Bruno Mantovani, Guillaume Connesson, mas também de obras do período clássico como C. P. Emmanuel Bach (original para quarteto com flauta, pianoforte, viola e baixo continuo) e de obras do período romântico, especialmente de compositores franceses como Saint-Saëns, Claude Debussy, assim como algumas transcrições como o Trio de Nino Rota (original para flauta, violino e piano).


Eles foram premiados com 1os prémios no concurso de música de câmara "Marianne und Curt Dienemann-Stiftung" de 2015 em Lucerna, Suíça, em 2017 o Concurso Internacional de Música de Câmara de Chieri na Itália. Foram também distinguidos com um prémio

especial em 2015 no "Orpheus Chamber Music Competition" em Berna, um prémio do público em 2019 no Concurso Internacional de Música de Câmara de Illzach na França e finalistas no prestigioso "Concert Artists Guild Competition" em N. Iorque em 2016.

Participaram no Swiss Chamber Music Festival, no ciclo de concertos Altstadtserenaden na Suíça organizado pela fundação BOG e no Festival da Primavera de Viseu, Portugal, entre muitos outros festivais. São artistas regulares do ciclo de concertos da associação "Amici della Musica" de Trapani e de Alcamo (Sicília, Itália), assim como no KlangBasel e no Zeiträume Festival ambos em Basel. Recentemente realizaram uma tournée pelo Canadá com concertos nas províncias de Ontário e do Quebec.

 

Acima de tudo, “Made in Trio” pretende expandir o repertório desta rara formação musical, criando uma nova sonoridade capaz de fornecer verdadeiros momentos de música.

Rute Fernandes - Flauta • David Dias da Silva - Clarinete • Sinforosa Petralia - Piano

PHILON TRIO

Ensemble de Musica de Câmara para clarinete, viola e piano, construído na Musik Akademie der Stadt Basel, Suica, em 2011. Eles estudaram com Rainer Schmidt, Claudio Martínez Mehner e Anton Kernjak em Basel e obtiveram aulas particulares com Eberhard Feltzem Berlim, professor na Hanns Eisler Music School.

 

Começaram com as conhecidas obras para esta formação (Mozart, Schumann, Bruch, Francaix, Kurtág), mas continuaram a estender o seu repertório com pecas originais raramente tocadas, obras contemporâneas e transições como: L. von Beethoven Trio op. 11, Vincent D'Indy Trio op. 29 (ambas originais para clarinete, violoncelo e piano), as two songs op. 91 by J. Brahms (original para viola, voz e piano), entre muitas outras.

Foram semi-finalistas em 2015 no Concurso Internacional de Musica de Camara de Illzach, Franca e no “Salieri-Zinetti Chamber Music Competition” em Verona, Itália. No mesmo ano foram convidados para o “ProQuartet Masterclasses” em Paris sob orientação de Jörg Widmann e no Outono de 2017 realizaram uma residência artística na

David Dias da Silva - Clarinete • Adam Newman - Viola d'arco • Camilla Köhnken - Piano

prestigiada “Banff Music Center” no Canadá onde criaram o seu primeiro album, com lançamento estreia para breve, com a editora Analekta studios.

Distinguir-se através da sensibilidade na sonoridade e no respeito pela música como sendo o maior elo entre os seres humanos é o principal objetivo do ensemble.

© 2019 by DBRG. All rights reserved to David Dias da Silva

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram